segunda-feira, 9 de abril de 2007

Post # 8


As barbaridades


Todos somos malvados. Na idade media reis e rainhas colocavam gatos em sacolas de pano e ateavam fogo por que achavam graça. O povo se divertia com enforcamentos, decapitações. Cabeças rolavam e o povo cuspia nos bandidos, que sem saída viravam espetáculo. Pessoas no interior do Brasil se divertem até hoje colocando galos para brigar. Os pobres bichos se esfolam até o fim. Um exemplo pós-moderno é a troca dos galos pelos Pitbulls, que lutam até a morte enquanto seus donos lutam em boates para chamar atenção do sexo oposto.

Mas apesar de tudo, acredite, pesquisas indicam que a violência diminuiu. Eu tenho uma teoria pessoal. A arte contribuiu muito para saciar os desejos obscuros do ser humano. Aquela vontade que você tem de atirar numa multidão? Alugue “Um dia de fúria”. Quer experimentar carne humana? Veja “Silencio dos inocentes”. Quer ser desumano, destratar pessoas? Leia “O cheiro do ralo”. Quer matar um milhão de soldados? Vá ver “300”. Entre outras formas de se expressar.

O instinto assassino fica latente. Somos animais domesticados com controle remoto.

7 comentários:

amanda disse...

aiiiii coitados dos gatiiiiinhos!!!

mas é verdade, mas as vezes as pessoas não se contentam com filmes né? vide aquele cara que atirou no cinema em são paulo que nem um filme que não me lembro mais...
anyway, a humanindade é louca.

Mayra/ Clarice disse...

Pois é... é a catarse, ué.

mefool disse...

se todos vissem filmes pra aliviar sua raiva, o mundo ia ser mais bonito e mais cinéfilo!

Pedro disse...

Nem vou comentar nada...
Não precisa mesmo...

Raro eu concordar totalmente com você ! haha Mas é...

ZEUSROX disse...

nossa realmente!!

eu me sinto assim, experimentando as sensações nos filmes q assisto!

dexter entaum! vivo aquilo facil!
rsrs

beijosss ami

Pipoca de Panela disse...

vc é foda....
escreve mto...pensa em coisas fodas...
prifiro ler teu blog q qualquer coluna no JB...ou em qualquer outro lugar no mundo...

Bartheaux disse...

acho que os jogos passam ainda mais essa sensação de "saciamento"

adoro decepar cabeças heheheh