segunda-feira, 6 de agosto de 2007

Post # 1 2


Tempos depois estou de volta a palavrear promiscuamente.


Sou um pessimista nato, daqueles que não conseguem sair do lugar. Mas de um tempo para cá consegui espanar a ultima poeira de algumas quedas que tive. Algumas realizações, momentos e boas risadas no meio de madrugadas. Depois que você sai de uma depressão você passa se achar um psicólogo, né? Ando tão analítico, questionando, observando e muitas vezes dando consulta para alheios.

O que mais sobressai é o discurso da vitima. A vitima quer te levar para o poço com ela. Não sei se é da minha indiferença, mas não me deixo levar, tento dobrar e questionar o tal sentimento ou problema em questão. Digo o que penso, dou minha opinião (quando solicitada), mas até entendo a vitima, já me coloquei muitas vezes nessa posição. Todos nos colocamos. Uns mais, outros menos.

Ando dando uma de super sincero que mal caibo em mim de tamanha vontade de analisar. Mas, me calo, por que nenhuma verdade é absoluta. Mal sabem os que colocam a fantasia de cordeiro que eles na verdade são os verdadeiros lobos.



Vou tentar escrever com mais freqüência e postar. Abraço.

5 comentários:

MY disse...

Exatamente! concordo contigo, Tunai.
As vezes, eu fico até me sentindo mal, achando um excesso de frieza. Mas eu naõ caio em papo de vítima. Eu não me convalesço. Porque esse povo só quer saber de afogar os outros em culpas. Vamos todos nos afogar nas mazelas alheias, não é isso?
No thanks! I got my own.
O que me faz bancar a psicanalista de vez em quando, são meus anos no " divã". Vc acaba pegando certas coisas mesmo. Mas isso da depressão, é certo tbm.

Nathan disse...

"...dou minha opinião (quando solicitada)..."
Até parece! Quem não te conhece que te compre! haha ;]
Mas brincadeiras a parte, gostei do texto, de você estar deixando um pouco de lado o pessimismo, estar sonhando um pouco mais, sem deixar de ser realista é claro. Já tinha percebido isso, e você também. E sobre as pessoas que se fazem de vítima às vezes elas só precisam de um pouco de atenção, de um amigo. Saber notar isso é o que faz de nós verdadeiros e bons amigos, sabermos relevar em alguns casos uma casual "vitimização". Mas atenção! Digo casual, porque se fazer de vítima o tempo toda aí realmente só um psicólogo pra aguentar.

=)

Pretensioso disse...

A falta de proatividade das pessoas é tamanha que preferem ficar em um buraco à espera de um milagre, de um santo salvador para lhe salvar.

marianna. disse...

sabe que eu sou exatamente como você?
p.s: achei seu fotolog por acaso nos comentários da carol e me identifiquei com o texto, ok?

mefool disse...

eu também sou bem pessimista, e sou bem vítima. é incontrolável. mas bem q vc podia me dar umas dicas pra espanar essa poeira aqui.