domingo, 14 de outubro de 2007

Post # 1 3


As verdades que nem mesmo conheço saem pelos meus poros. Pensamentos passam dentro de uma madrugada aonde o corpo agüenta mais uma vez uma pequena dose de autodestruição. Não consigo negar aquilo que sinto em meio ao mundo, à musica e aos sorrisos que me rodeiam. Anseio por mais um dia poder chegar a encontrar àquilo que realmente almejo. Devo me dar ao luxo de pensar que um dia terei certezas ou devo me acostumar a idéia de que nunca deixarei de ter duvidas?


Não tenho vergonha de assumir indecisões. Afinal, se estou errando é porque pelo menos estou tentando. Ficar parado? Não concebo a idéia. Fugir da realidade por alguns segundos mesmo que no dia seguinte a dor de cabeça latente me acompanhe até ser exterminada por uma xícara de café forte.


Sentado no bar com amigos sinto minhas mãos trêmulas. Afinal, o que há de errado comigo?

- Você quer ir embora?
- Não. A conversa ta boa...
- Mas e se for um pressentimento?


Será? Devo esperar coisas boas ou coisas ruins?

3 comentários:

Nathan disse...

a velha lei da atração responde sua pergunta meu caro. espere sempre coisas boas. as ruins inevitavelmente passam pela nossa cabeça, mas agarre-se as boas e somete a elas. =*

mefool disse...

não espere nada.

Érika disse...

XD