quinta-feira, 14 de fevereiro de 2008

Post # 1 4


Ao mesmo tempo que me afasto do que hoje pode não me fazer mais efeitos coloco a cabeça em meu travesseiro todas as noite sem esboçar qualquer traço de sono.
Um bocejo eminente, mas já não sou idiota. Meu corpo também tenta me enganar. Imitando assim o tempo, que nos engana todos os dias.

Mas eu tenho uma noticia ao tempo: não sou mais o mesmo. Aquele Tunai que todos conhecem ainda está aqui escondido dentre as coisas que crio e absorvo. Mas me sinto diferente. Agradeço a cada dia por pessoas tão especiais terem cruzado meu caminho.

Hoje em dia consigo até a fazer planos e me livrar de vícios. Tenho tendências autodestrutivas e me envergonho muito disso, acabo sofrendo em dobro.

O que eu quero de verdade é aprender a cada vez mais ter esperança. Havia me esquecido como é bom as vezes se iludir. Não uma ilusão alienante, mas sim uma ilusão infantil. Ando nostálgico relembrando momentos da minha infância.

Fico por aqui. Ando destreinado e pretendo voltar a realmente escrever mais! E cansei desses texto Tunaizisticos.


Abraços a todos! Um bom 2008!

2 comentários:

Nathan disse...

cara, eu nem preciso dizer o quanto eu apoio sua nova fase né? só espero que eu possa te apoiar em muitas outras coisas boas na sua vida, pois como eu já disse várias vezes vai ser uma vida com muitos sucessos ainda...
o resto você já sabe. ;)

Mayra disse...

Eu tbm quero isso, sabe?
Por isso q eu tô achando tão o máximo essa "voltya a adolescencia". O ruim é q isso culmina nos meus surtos de ansiedade. Coisa muito minha e mto auto destrutiva (ataque cardíaco :P)
se as bombas me deixarem, vou voltar pro ritmo em que eu voltei de Angra.
A gente ta crescendo, né? Ainda bem, ja tava na hora.