domingo, 18 de março de 2007

Post # 5


Às vezes me cansa ser humano. No sentido sentimental do ser humano. Do uso do cérebro, da eletricidade, dos cheiros, da memória, de fantasmas e sussurros. Queria ser mais animal, agir mais por instintos milenares. Comer, reproduzir, sobreviver e morrer. Queria não pensar e destilar meus próprios pensamentos e nem mesmo estar escrevendo este texto que não vai me levar a lugar nenhum, muito menos a você.

O homem pensa, dos pensamentos vem a depressão, da depressão a falta de sentido, em seguida a solidão. E a solidão te faz se apaixonar por seres humanos que igualmente destilam pensamentos. Não gosto dessa falta de controle nos sentimentos. O mais estranho disso tudo é ter consciência de que existem coisas no mundo com que eu possa me preocupar, talvez mais importantes, mas não. Tenho medo de ficar sozinho.

Mas agora estou calmo, razoavelmente bem, até esboçando sorrisos. Mas cansei de correr atrás das pessoas. Às vezes nesse sentindo, sim, ajo por instinto. Sou sempre quem conquista, quem liga, quem resolve pepinos. Quero alguém me observando, enchendo a minha caixa de mensagens de recadinhos fofos, me conquistando. Será que posso me dar a esse luxo agora?

Não sei. Só sei que o cheiro... Fez-me lembrar tantas coisas boas.

2 comentários:

Mall disse...

me cansa, me trava, odeio pensar!!!! hahaahhahaha
odeio joguinhos também
mimimi pensa uma coisa e faz outra
¬¬

Mayra/ Clarice disse...

Eu não sei o quanto tenho medo de ficar sozinha. Na verdade, eu tenho medo até de pensar nisso.
Mas acho que a gente merece essa virada de jogo, não?
=*