quinta-feira, 22 de março de 2007

Post # 6

O Cheiro do Ralo

Dia 23 de março estréia O cheiro do ralo, segunda longa metragem de Heitor Dália. Talvez o melhor filme nacional lançado até esse momento do ano. Chama-me atenção ao fato dele ter sido bancado por todos que fazem o filme, orçado originalmente em R$ 2,5 milhões, O Cheiro do Ralo foi realizado com apenas R$ 315 mil, reunidos entre sócios privados e pelos produtores executivos, ou seja, uma espécie de cooperativa cinematográfica. O mais difícil para se fazer cinema no Brasil é o investimento à cultura.

O cheiro do ralo conta a história de Lourenço (Selton Mello), que é o dono de uma loja que compra objetos usados. Aos poucos ele desenvolve um jogo com seus clientes, trocando a frieza pelo prazer que sente ao explorá-los, já que sempre estão em sérias dificuldades financeiras. Ao mesmo tempo Lourenço passa a ver as pessoas como se estivessem à venda, identificando-as através de uma característica ou um objeto que lhe é oferecido. Incomodado com o permanente e fedorento cheiro do ralo que existe em sua loja, Lourenço vê seu mundo ruir quando é obrigado a se relacionar com uma das pessoas que julgava controlar.

Vi o filme totalmente desprovido de qualquer conhecimento sobre o enredo, acho que a surpresa me fez gosta ainda mais. Assisti em uma pré-estréia na minha faculdade onde tivemos um debate com a assistente de direção e dois atores, entre ele o Selton.Mello. Sua atuação é inspiradora. O personagem é muito bem destilado, ele se entrega totalmente.

Na verdade esse post é só para fazer o jabá do filme, que gostei muito e espero que se dê muito bem com publico. Assita, desprovido de preconceitos. Se você for feminista veja, mas lembrando que o filme é sobre o Lourenço e não os homens em geral. ^^

O filme estréia amanha, no Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília. Assista e de uma força pro cinema nacional. Isso significa emprego pra mim no futuro..

=D



Um comentário:

Mayra/ Clarice disse...

Ah, eu quero muito ver esse filme. Vi o trailler mais de uma vez. Engraçado, em março eu vi mais filmes no cinema do q no ano passado inteiro.
Vou ver! ^^